PT | EN

Como criar um blog para ter sucesso a longo prazo: 7 passos
Share Button
Como ter um blog de sucesso

Inicialmente os blogs eram usados ​​para fins pessoais e compartilha de comentários – mas de uns tempos para cá vieram a tornar-se uma forma de comunicação válida e VALORIZADA para empresários de todos os nichos. Melhor ainda, um blog pode ajudar a sua empresa!

O blog é uma das poucas ferramentas da internet que abrange negócios, lazer, networking e diversão. Eles promovem uma conexão real e interessante com o seus leitores, isto é, contacto personalizado e informações sobre sua empresa que permitirá que eles sintam empatia e interajam sobre qualquer coisa que se relacione com os tópicos abordados e com o seu negócio.

Os blogs oferecem aos seus leitores e consumidores uma chance, não apenas de ler e conectar consigo, mas uma chance de comentar e discutir as informações que você está a partilhar. E, um consumidor que se relaciona com você é um cliente em potencial!

 7 passos para criar um blog para ter sucesso a longo prazo

Mas como você pode criar um blog para ter sucesso a longo prazo?

É importante parar e pensar sobre seu blog, antes de iniciá-lo porque, para ser bem honesto, sem propósito, blogs são inúteis. E essa falta de sentido vai diluir sua mensagem consideravelmente. Neste artigo você vai conhecer os sete passos para ter um blog de sucesso hoje mesmo!

Abaixo eu entro em detalhes sobre esses passos, então basta prestar atenção em cada um deles. No final, você terá um blog incrível e terá apenas o compromisso (e o prazer) de mantê-lo atualizado.

#1 Escolha do assunto

Para começar, porém, você precisará trabalhar em uma breve lista de etapas para criar seu espaço. Antes mesmo de considerar o seu blog, você deve pensar sobre SOBRE O QUE e POR QUÊ você vai escrever no blog. 

Considere o seu assunto e, em seguida, crie algumas palavras-chave em torno dele, e tente incluir pelo menos algumas em cada artigo.  Você pode escolher seu tema, palavra-chave e assunto simplesmente considerando sua área de negócio. Seu blog deve estar relacionado às suas escolhas de negócios para gerar tráfego de interesse. 

Tenha em atenção que seu blog não é um sistema de publicidade gratuito e nada mais – lembre-se que as pessoas ficarão desanimadas com publicidade flagrante.

#2 Escolha das palavras-chave

Quando você ouvir falar de palavras-chave, está relacionado com o que as pessoas pesquisam – termo, expressão ou frase – nos motores de busca, sobretudo no Google. A pesquisa de palavras-chave é relativamente simples – você pode realizar pesquisas básicas em duas ferramentas excelentes: Planeador de palavras~chaves do Google e Ubersuggest.

Depois de encontrar uma palavra-chave geral lucrativa, você precisará verificar sua competição. Depois de calcular sua lucratividade e concorrência, você também pode usar a pesquisa por palavra-chave nos motores de busca para avaliar suas outras palavras-chave (e ter uma ideia de por onde começar a blogar).

Abra o Google e comece a inserir suas palavras-chave – isso dará a você uma classificação para aquela palavra-chave – e as palavras-chave com as ‘melhores’ classificações são aquelas nas quais você provavelmente deseja se concentrar. Você está fazendo isso para ver onde suas palavras-chave terão a melhor chance de classificação, assim poderá encontrar o melhor lugar para se “posicionar” dessa maneira.

Mantenha essas palavras-chave à mão – você precisará delas quando começar a escrever conteúdo. Assim que tiver as palavras-chave, você terá uma ideia, pelo menos, das áreas lucrativas do seu nicho que pode aproveitar. Você poderá escolher um nicho interessante – tanto para você escrever quanto para seus leitores.

Embora seja importante descobrir o que você quer fazer com seu blog, com base em sua visão de lucratividade, também é importante lembrar que trabalhar apenas com palavras-chave é uma maneira segura de construir um blog impessoal e possivelmente desmotivado para seus leitores .

#3 O que oferecer aos leitores

Uma das ações mais importantes que qualquer pessoa que está criando um blog pode fazer é olhar o que você está fazendo ou prestes a fazer da perspectiva do leitor.

Estudos mostram que existem mais de 152 milhões de blog na internet e 77% dos usuários da Internet leem blogs regularmente – o que significa muitos olhos. E, além disso, uma nova postagem no blog é publicada a cada 0,5 segundos. Leve isso às suas conclusões lógicas e muitos blogs estão competindo por uma fonte de tráfego. Mais do que isso, os blogs estão competindo por um NICHO específico de leitores – embora seja verdade que alguns blogs atraem leitores de mecanismos de pesquisa.

Depois de obter as melhores informações absolutas em seu nicho, você pode ter certeza de que atrairá os tipos certos de tráfego e que eles atrairão MAIS tráfego fazendo referência a você em seus sites – marcando você e muito mais.

Blogar tem tudo a ver com o leitor – em última análise, não se trata de quão bem você se posiciona, ou quão fortemente você otimiza seu site – embora você possa marcar a si mesmo e gerar uma certa quantidade de tráfego dessa forma – os melhores sites têm leitores fiéis que marcam e interagem no site independentemente de QUALQUER da estratégia realizada.

Os melhores blogs são um ou uma mistura de dicas e conselhos, hobby ou discussão de interesse, técnica e conexão. Ao fazer um blog, se você conseguir se conectar com seu leitor, terá vencido a maior parte da batalha. ‘Conectar-se’ com seus leitores é tão simples quanto ser pessoal e acessível, e dar às pessoas a chance de sentir empatia por você.

tês perguntas são essenciais: Quem é seu leitor? Quem é o seu leitor ideal? Eles têm um interesse específico dentro do seu nicho? Pensar sobre o que seu leitor deseja ver permite que você descubra QUEM é seu leitor. O que você precisará mais tarde também, para anunciar seu blog de forma eficaz.

Quando você sabe quem é seu leitor, pode planear a criação de um blog que irá agradar totalmente a todos os leitores que você atrair. Se você planejou quem você está direcionando, você achará muito mais fácil escrever conteúdo que continuará a satisfazer seus leitores, enquanto lhe dá espaço para evoluir e planear mais conteúdo conforme você cresce.
Tudo isso resolvido? Agora você pode passar para as questões técnicas!

#4 Escolha da plataforma CMS

Mas o que é CMS? CMS é a sigla para Content Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. E quando se fala em blog, tudo acontece dentro de um CMS, isto é, onde você irá fazer a gestão do seu blog.

Se você me perguntar, se é possível criar um blog grátis, eu diria que sim, porém não recomendo! Primeiro porque o seu domínio ficaria com o endereço da plataforma, como blogdaclaudia.nomedaplataforma.com em vez de blogdaclaudia.com. Além de ser pouco profissional, prejudica sua relevância, atrapalha sua autoridade e não ajuda a aparecer com destaque no Google.

Existem várias plataformas de blogs, mas para simplificar, vamos nos concentrar apenas em quatro opções: WordPress, Blogger, Wix e Squarespace. Todos os três oferecem opções sólidas e estáveis ​​e são fáceis de configurar – e o melhor de tudo, se integram a qualquer estrutura que você já criou ou planeia criar.

CMS WordPres

Lançada em 2003, é a plataforma de site de código aberto mais popular do mundo. Atualmente, 50% do 1 milhão de sites principais do mundo são construídos com WordPress. Qualquer pessoa pode criar e lançar um blog , site ou loja online.

O WordPress é a plataforma onde você irá fazer a gestão do seu blog, ou seja, vai adicionar, editar e publicar seus artigos. Como também incluir links e imagens nos artigos, gerir os comentários, como um moderador.

Existem duas versões do WordPress, uma gratuita (WordPress.com.) e uma paga (WordPress.org).

A versão gratuita, como já falei anteriormente, o seu domínio ficaria com o endereço da plataforma, como seublog.nomedaplataforma.com em vez de seublog.com. Além de ser pouco profissional, prejudica sua relevância, atrapalha sua autoridade e não ajuda a aparecer com destaque no Google.

A versão paga você tem o seu domínio personalizado – seublog.com – e não com o endereço da plataforma – seublog.wordpress.com. O que torna mais profissional, não prejudica sua relevância, nem atrapalha sua autoridade e ajuda a aparecer com destaque no Google.

Porém, recomendo contratar uma empresas de hospedagem, pois a maneira mais fácil de instalar o WordPress é através do Cpanel. Você pode escolher o tema, plugins – e modificá-los da maneira que achar adequada.

CMS Blogger

O Blogger é um sistema de blog de propriedade do Google e é muito popular entre pessoas que não entendem de tecnologia. Ele fornece uma estrutura básica para construir – e o processo de configuração é mais rápido das três plataformas que estou a mostrar. Para se cadastrar bastar usar sua conta do Google ou criar uma nova conta.

Como o Blogger é uma plataforma gratuita, ele funciona de uma forma muito parecida com o WordPress.com. O Blogger uma ótima opção para blogueiros amadores e pequenos blogs pessoais.

CMS

Similar ao WordPress e ao Blogger, o Wix é uma plataforma de blogs e criação de sites que tem seu próprio serviço de hospedagem.

Asim como o WordPress, existe duas possibilidades. A primeira, gratuita, você recebe um subdomínio próprio -seublog.wix.com. Porém, você pode comprar um domínio personalizado – seublog.com e conectar ao Wix.

o Wix pode ser apropriado para quem deseja um site otimizado e quer incluir um blog, além de utilizadores sem nenhuma experiência.

CMS Squarespace

Squarespace, também com o WordPress, foi criado em 2004. É um serviço de construção de site e hospedagem amigável ao utilizador. Apesar de ter menos templates que o WordPress, são sofisticados, modernos, elegantes e responsivos, ou seja, se adaptam a vários tamanhos de ecrã.

Também, como no WordPress, é possível organizar o conteúdo do blog usando um editor simples com a função de arrastar e soltar.

Ao contrário dos concorrentes, os preços do Squarespace não vêm com nenhuma opção de plano gratuito de longo prazo. Você só tem um período de teste gratuito de 2 semanas, depois disso você tem que pagar.

#5 Escolha do Conteúdo

Escrever para a web não é o caso de pegar nas suas ideias e depois colocá-las online – e postar em blogs, especialmente, é uma “forma de arte” oculta e aparentemente simples.

Não coloque a carroça na frente dos bois! Antes de escrever uma palavra do conteúdo, você precisa pensar sobre o que vai dizer. Você deve ter suas palavras-chave organizadas em algum tipo de lista coerente – e deve eliminar aquelas que não tem interesse em usar.

Agora você precisa sentar para planear seu blog. Recomendo, inicialmente, o planeamento de pelo menos 20 artigos e faça o agendamento de postagem. Depois disso, você pode começar a escrever seus artigos. No caso do WordPress, você pode agendar suas postagens à medida que as escreve, o que lhe dá a vantagem adicional de poder postar em série e tê-las prontas, sem perder o fluxo.

O ideal é que você mantenha pelo menos três artigos à frente de sua programação de postagens – dessa forma, se estiver muito ocupado para postar, tem conteúdo de ‘emergência’ disponível.

As postagens do blog devem seguir uma das poucas fórmulas, mas antes de olhar para elas – você provavelmente deve considerar o que elas podem e não podem conter.

Em primeiro lugar – o seu blog deve ter uma publicidade subtil. As pessoas não querem falar sobre um anúncio – elas querem ler sobre suas opiniões e pensamentos em seu nicho – elas querem saber se você realmente sabe do que está falando e, o mais importante, elas querem discutir.

Na prática, isso significa que, embora seu blog faça o trabalho de promover seu produto/serviço, você deve fazê-lo subtilmente. Você PODE escrever sobre produtos – falar sobre por que você é tão apaixonado por eles – seus recursos, as coisas que fazem você querer usá-los – ou os serviços ou problemas que eles resolvem.

Utilize recursos, insira fotos, podcasts (áudio), vídeo – na verdade, quanto mais interativo for o seu blog, sem interferir na experiência do visitante, mais tráfego e mais comentários seu blog receberá.

O importante é que você encontre uma maneira e um estilo de escrita que seja confortável para você.

A forma mais comum e responsiva de fazer um blog é ‘problema – solução’. Você pega um problema comum, uma tendência atual ou um tópico interessante e o ‘resolve’. Resolvê-lo pode ser tão simples quanto dar sua opinião, mostrar sua posição sobre qualquer questão, ou pode oferecer uma solução real para um problema que muitos de nós enfrentamos. O problema pode não ser declarado implicitamente, mas sim abordado em termos gerais. Comece a se perguntar: Quais são os problemas do seu nicho – existem várias soluções (que você conhece?) E você pode expressá-las em termos simples?

Um tipo de artigo de blog muito popular é a revisão. É bastante simples escrever um artigo de avaliação, mas você precisa ter cuidado. Se não se adequar ao tema do seu blog, você verá que, na verdade, prejudica o tráfego geral. Seu blog deve estar sempre focado no nicho sobre o qual você deseja falar e em áreas relacionadas ao nicho. Você não pode sair do assunto!

Outro tipo é criar ‘uma lista’ :

  • lista dos dez (x) mais populares.
  • (x) razões pelas quais…
  • (y) é a única opção / uma ideia muito ruim.
  • (x) razões pelas quais você deve / não deve fazer (y)
  • (x) hacks que salvam vidas.

O último tipo de artigo que é muito popular e fácil de escrever é os tutoriais – os tutoriais podem ser um artigo ou vários artigos longos, com links entre si. Eles devem cobrir algo que será útil e estar repletos de informações. Rico em palavras-chave, você deseja que seus leitores sintam que realmente aprenderam algo.

Mais importante do que isso, certifique-se sempre de que haja algum lugar em seu blog para as pessoas se inscreverem em sua lista de emails. Dar a eles a opção de fazer isso também significa que você tem vários fluxos de tráfego de e para o seu blog e, embora pareça estranho configurar assim no início, as pessoas ESTÃO mais propensas a se inscrever no seu boletim informativo (com e sem incentivos!) se gostarem do que você está dizendo no seu blog.

Publique sobre as coisas “substanciais” – e você terá mais probabilidade de não apenas obter respostas, mas também de obter respostas que o ajudarão a moldar ainda mais seu conteúdo para que se ajuste aos leitores. Não esqueça que deve considerar as necessidades , desejos e interesses de seus leitores. ELES comentam mais de um tipo de conteúdo? Você pode escrever de acordo com as coisas que eles estão criando?

è importante SEMPRE manter-se entusiasmado! Blogar nunca deve ser uma tarefa árdua e, se começar a parecer assim, você realmente precisa parar e questionar POR QUÊ. Blogar significa compartilhar sua paixão, seu entusiasmo e sua experiência com outras pessoas e, para fazer isso, você precisa acreditar no que está escrevendo. Se não, como pode esperar que seus leitores gostem e comentem?

#6 Promova o blog

Não é suficiente apenas colocar seu blog online! Assim que o seu conteúdo estiver pronto para começar a dar aos seus leitores algo para ler. Portanto, você já decidiu sobre o que escrever, escolheu a plataforma e instalou seu blog, verificou se você tem conteúdo suficiente para iniciar e postou.

O que fazer agora?

Bem, resumindo, AGORA vem o trabalho duro – AGORA você tem que promover seu blog.
Promover o seu blog vai colocá-lo na frente das pessoas. Felizmente, há uma infinidade de maneiras de fazer isso, mas, infelizmente, todas levam tempo.

No entanto, para começar, você precisa encontrar o seu nicho – o que deseja atingir.
Isso é fácil, bastar pensar que tipo de leitor você deseja atrair e no que ele está interessado? O seu blog cobre isso?

Depois disso, você pode planear onde deseja anunciar e abordar os leitores – você também poderá rastrear concorrentes do nicho do seu blog. Você precisa saber sobre eles para saber onde comentar melhor.

Informe os seus clientes da existência de seu blog. A maioria dos utilizadores tem acesso a redes sociais, fóruns, listas de discussão e muito mais – então, use-os para contar às pessoas sobre o seu blog. Se você tiver sorte, um comerciante verá o que você está falando e criará um link para você – dica, fale sobre eles, mas não diga nada falso! – e você provavelmente terá algum benefício.

O ponto principal disso é que quanto mais leitores você tem, mais tráfego você tem – mais clientes você deve gerar.

#7 Mantendo o blog

Comece por avaliar o tráfego do seu blog, isso lhe dará uma noção confortável do que fará.
De agora em diante, você deve agendar postagem regular e, se possível, interagir em outros blogs, comunidades e fóruns e, claro, nas se esqueça das redes sociais. Acima de tudo, planear uma estratégia para dar continuidade aos blocos de construção que você começou.

Você também deve decidir onde deseja focar adequadamente. Você quer postar diariamente – e pode se comprometer com isso? Acha que postar com menos frequência permitirá que você construa um blog mais forte e sem complicações, sem se comprometer demais? Ou uma vez por semana seria o suficiente?

O que quer que você decida, após a primeira ou duas semanas, você PRECISA ser consistente. Você deve encontrar uma rotina para estabelecer e, em seguida, trabalhar no sentido de continuar essa programação pelo maior tempo possível.

É possível ganhar dinheiro com um blog, mas esses blogs estão no topo de sua área, e isso simplesmente porque eles são os melhores em seu nicho, em termos de blogs. Contanto que você almeje a melhor qualidade possível para produzir, com conforto, você não pode errar. Pode demorar um pouco para atrair tráfego, mas se, em um mês, você ainda estiver lutando para atrair as pessoas, você deve revisar esse lado do seu blog.

Após o primeiro mês, faça a seguinte pergunta: Seu blog está superando suas expectativas?
Cada estratégia de marketing precisa ser revista de vez em quando. Você precisará ajustar, ajustar e, acima de tudo, deixar de lado o que não dá resultado.

Comece a acompanhar os resultados do seu blog – rastear as estatísticas do seu blog é tão simples quanto ABC. Porém, primeiro você precisa descobrir o que deseja. Você quer rastrear seu tráfego? Você se preocupa mais com os comentários? Que tal o que você está ganhando …

Se o seu objetivo é ganhar tráfico, você pode usar o Google Analitics ou o Ubbersugest.

Embora um ótimo conteúdo seja a base dos melhores blogs, eles também têm um certo foco no direcionamento do tráfego. O tráfico orgânico, quando o tráfego traz seu PRÓPRIO tráfego, demora um pouco.

Você deve sempre ficar de olho no que funciona e no que não funciona, porque eliminar isso o deixará com um blog mais enxuto dando a você uma vantagem definitiva sobre a concorrência.

Não importa o que você faça com seu blog, você sempre descobrirá que pode obter mais tráfego, mais interesse e mais visitantes para seu site com um blog. E não importa como você trabalha em seu blog, se seguir esses passos, descobrirá que em um mês poderá causar um grande impacto em seu site.

Lembre-se: o sucesso do seu blog depende muito da seriedade com a qual encara o desafio.

Conclusão

Ufa… Foi uma jornada e tanto. 😉

Estou feliz por você ter me acompanhado até aqui! e animada para vê-lo começar a aplicar todo esse conhecimento.

Deixe um comentário contando a experiência de como foi criar o seu blog e divulga-lo! Espero que tenha ajudado e até a próxima! Se você gostou desse artigo considere partilhar nas redes sociais. Siga-nos nas redes sociais para acompanhar mais artigos como este. 

Share Button

Claudia

Claudia começou a carreira na área da educação antes de fundar a XPTO Agência Digital. Agora trabalha em tempo integral com desenvolvimento de produtos digitais e transforma ideias em uma experiência funcional e agradável.

Confira estes artigos relacionados

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

19 − 6 =